Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

Quarenta e picos …a chegar aos vinte…

  

 Se não existe uma idade certa para se morrer porquê é que se inventam patamares restritivos  rótulos  e impedimentos que para nos restringir de viver?
Rotulamos e somos rotulados com uma facilidade das caraças.
A idade serve para muito boa gente desculpar a “infelicidade” de não se dar à vida de não tentar novamente se tiver que ser…
 Já não tenho idade para…
Achas..?? na minha idade….
Pois eu prefiro muito mais ouvir…:
Endoideces-te és mãe de filhos…?  Sinceramente dá-me muito mais gozo..
E entre estigmas impostos pela sociedade e rótulos que muitos de nós adoptamos, junta-se mais uns quantos ingredientes…
Uma ou outra ruga , porque isto da gravidade não perdoa… Uns cabelos brancos aqui e ali… Uma dorzeca  nas cruzes , porque aqui entre-nos todas as maquinas têm desgaste…
 E assim, passo a passo  muito boa gente acomoda-se e o rotulo assenta-lhe que nem ginjas.
Mas será que quando atingimos um determinado  patamar ( entramos nos quarenta)  devemos deixar de fazer coisas que nos dão prazer por achar-mos que já não temos idade para isto ou para aquilo?
Será que é tão difícil de entender é que todos sem excepção fomos criados com uma essência imortal ..? Mas empacotados em  uma embalagem de desgaste mais ou menos  rápido…
Mas,  até a embalagem com trato e cuidados diários é de longa duração e de fácil  conservação…
Por acaso alguém acha que existe alguma idade ideal para se vestir desta  ou daquela maneira.. namorar , fazer amor, ou  actuar... O importante não é  sentir-se bem?
Será  que uma chavala de 20 anos cheia de gordurinhas  e celulite pode andar de saia justa e uma mulher  “madura” casada ou não , mãe  de filhos com tudo nos trinques não pode??
Existem idades fantásticas.. Modesta ou não quero que se lixe a opinião dos outros..
Sinto-me na melhor fase  da minha vida e não voltava aos 20 nem por decreto.  
A melhor idade é aquela em que não contamos o tempo, e sim quando vivemos o tempo! O nosso tempo, gaita afinal se estamos vivos, vivemos este é o nosso tempo..
Proporcionamos felicidade a nós mesmos e de certeza que fazemos mais feliz quem está a nossa volta…
Tem desvantagens, claro que têm. Mas as vantagens são enumeras… experiência e a segurança , energia e a vitalidade  porque ao contrario do que se pensa está em nós mantê-la.
É tudo uma questão de mentalidades…
Namorar têm outro sabor..mais cumplicidade, emocionalmente  mas estáveis e sabemos como fazer  alguém feliz  na hora H, porque não estamos doidos (as) por agradar ou satisfazer mas par partilhar com o parceiro (a). Há  mais calo de  vida, mais traquejo mais savoir faire….logo são mais compreensivas, atenciosas, e até bem dispostas.
E sem falar de cor porque ja passei pelos 20/30 e vou em meados dos 40 o sexo é muito mais saboroso.
As  pessoas de mais idade, homens/mulheres ,por norma são pessoas bem resolvidas e sabem lidar com elas próprias, emocionalmente  mais estáveis.
Quando somos fisicamente jovens os nossos hormônios gritam loucuras, instigando a mente ainda meio criança a devaneios quantas vezes patéticos…
 Os mais novos (as) normalmente vão  com muita sede ao pote e quando se dá por ela já era...e nem deu para aquecer, porém têm um corpinho de fazer parar o transito (alguns/algumas) mas falta-lhes …!!!
A idade tem coisas muito boas digam  lá o que disserem.
Eu, por exemplo, sou viciada em viver, se me privarem deste vício fatalmente irei morrer… mas vou contrariada.
Há quem diga que  destino já  esta traçado, mas deixem-se de merdas, isso  só é válido para quem se conformou.
Mas as pessoas costumam gastar mais tempo a  reclamar de si mesmos  dos sofrimentos de um único passado, do que procurar a   chance   de encontrar inúmeras possibilidades de futuro.
Vivemos agrupadinhos… montinhos de gente, que se intitulam  a  sociedades, impondo limites de fronteira (limites fictícios, enganadores)
Crescemos obedecendo a condutas que alguém sabe-se lá porque…estabeleceu.
Resumindo, esta “estabelecido” quando nos devemos sentir crianças, jovens, adultos ou velhos, com base na nossa idade física, sem levar em conta a nossa essência.

Há por aí tanto adulto que nunca hão-de crescer e tanta criança que a vida tornou adultos à força..
Mas a sociedade (por falsos moralismos) vai ditando comportamentos e destruindo a  juventude que teima em resistir dentro de  cada um de nós,  esquecem-se  que a vida é tão fugas  que não temos tempo de envelhecer… caramba.
Velhos, cotas… o caraças.
A arte de viver  consiste em rejuvenescer a cada ano que passa, adaptamo-nos mas não nos sentimos derrotados.
O meu sonho é chegar ao fim da minha vida,  louca sonhadora !! E já agora com muitos netos… e que eles possam dizer : A minha avó é doida mas uma porreira.
Chegar com a alma tão jovem  como no dia em que nasci..
Quarenta e alguns.... a caminho dos vinte cinco, há pois é…
 E PONTO FINAL PARÁGRAFO!!!!

 

PS: Já tinha saudades destes testamentos... O que eu gosto disto..

publicado por Saia-Justa às 14:08
link | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 29 seguidores

.pesquisar

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
24
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Um par de meias...

. Música é música

. O silêncio é de ouro…

. Cambada...

. Diazinho...

. Na vida nada bate o praze...

. Heaven

. O respeitinho é muito bon...

. Momentos

. O Cônsul Desobediente

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.últ. comentários

Pois eu achei o máximo
Para inicio de conversa , quando me quiser confess...
Cómico
O tempo passa;)A verdadeira personalidade da “che...
Pontos de vista... Há quem se deixe seduzir por um...
Um bom filho a casa torna… ora se não é o RA ..:))...
Publicidade duvidosa (risos)
Esta ou a outra? Fico sempre na dúvida. Ou como di...
E outra que não necessitam de explicação;)
Há coisas que nem o café explicam...hehe
RSS
Em destaque no SAPO Blogs
pub