Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

Eu pecadora me confesso !!

O termo "pecado" sempre ou quase sempre foi aplicado em um  contexto religioso.
Mas há pessoas e pessoas… e não há duas iguais. Há quem não acredite em nenhuma religião ou tenha qualquer fé, logo o "pecado" neste conceito religioso e castrador não faz sentido.

 

Mas a língua portuguesa é muito traiçoeira e podes levar a vários mal entendidos… ou não. Mas á mesma palavra podemos dar-lhe variadíssimos significados. Logo o “pecado “ pode ser sinónimo de toda e qualquer transgressão seja ela  moral, ética ou por negligência ou  omissão.  Uma lei não cumprida, porque não.. Ou seja quando existe uma lei o “pecado” ronda… temos tendência a deixar de cumprir a lei ou a adiar…

 

 No fundo, bem lá no fundinho…o ser humano independentemente da cultura raça crença ou religião tem tendência a estabelecer normas de conduta.. éticas e morais, e quando violadas, a nossa consciência moral reage .. E aparece o tramado sentimento de culpa.

Todos temos os nossos “pecados”e “pecadinhos”... Aqueles mais ou menos pecaminosos...aqueles que não contamos a ninguém.......
 Quem nunca  errou “pecou” que atire a primeira pedra..... deve ser  por isso, que as pedras estão todas quietinhas e extáticas…não é? 

 

Existem os iluminados que pensam que nunca erram ou “pecam”..  Já reza a historia, que...:

 

Maria Madalena a tal da “pecadora” estava para ser apedrejada quando Jesus resolveu interceder em seu favor e disse:
"Quem nunca errou, que atire a primeira pedra."
O português, naturalmente presente em todos os lugares e épocas, empolgou-se, e tasca uma tremenda pedrada na testa da  Maria que caiu redonda.
Jesus, olha o  portuga, nos olhos e pergunta:
- "Meu filho, diz-me a verdade, nunca erraste na tua vida?"
 "Desta distância, NUNCA!!!"

( sinceridade a cima de tudo)


Agora depende do conceito de "pecado" de cada um..... o que é que vocês consideram “pecado” ..?
Enganar descaradamente…mentir... roubar…trair... roubar um chupa a uma criança… mijar fora do penico… não ajudar a velhinha a atravessar  a passadeira.. matar....dassss.....
Ok,  bem sei dessa lenga lenga que o pecado não existe, mas….!!!
Vamos lá confessem-se.......os pecadores....claro!
Os outros não vale a pena..

 


 

publicado por Saia-Justa às 13:40
link do post | comentar | favorito
|
42 comentários:
De semifrio a 5 de Junho de 2009 às 14:43
podiam ser apontados vários pecados só neste post a insinuação é pecado? quando se leva alguém ao engano ou se fala de forma a pressupores algo?bendita imaginação=:) pecados não tenho são todos eles acréscimos das minhas qualidades

chove pela cidade? por aqui chuvas diluvianas

De Saia-Justa a 5 de Junho de 2009 às 14:58
Como é que é????????
Não tenho a culpa que existam tantas mentes pecaminosas, é ou não é?? eu não disse niente

Claro que sim e eu acredito alguma vez os homens tem pecados ou defeitos??? claro que não.
Chove e bem
De tailleur-e-saltosaltos a 5 de Junho de 2009 às 14:45
Ora bem senhor padre ou será....padra??

Eu cá tenho muita má pontaria! Pecados, pecados ó deixa lá ver...., mijar fora do penico não que eu é sempre sentada portanto não há hipótese de errar a pontaria, roubar chupas na, se chupo é sempre com mútuo consentimento....sei lá, gosto de cornetos de morango, de usar a saia um nadinha fora do cumprimento exigido por lei aos míopes e, aí lembrei....é a garganta , é compridaaaaaaaa, ah e gosto muito de treinar com fisga

De resto...não me ocorre mais nenhum, será pesada a penitência

De Saia-Justa a 5 de Junho de 2009 às 15:03
Deixa-te de fitas sabes que já fui noviça... portanto podes-me chamar "irmã" que eu não me importo.

Só chupas por mutuo consentimento porque o cornete ainda não tem opinião... ou então podia achar que o jeito era pouco... mas calam com a pratica vais lá

A penitencia podia ser .. olha sei lá ... vai praticando mais no corneto que sabe na hora H sai alguma coisa de jeito
De tailleur-e-saltosaltos a 5 de Junho de 2009 às 15:26
Ai se tu tivesses bolas!!!

Irmã....pois, com uma irmã assim até o diabo se ria!
De Saia-Justa a 5 de Junho de 2009 às 15:38
As minhas irmãs adoram-me, sabias?
Portanto é sinal de que sou uma porreira.

Um dia assim como quem não quer a coisa ainda lhe dou o endereço do “pecadoras” ou do “saia justa” a ver se reconhecem a irmã… duvido mesmo negavam a pé juntos
De tailleur-e-saltosaltos a 5 de Junho de 2009 às 15:51
Quem sabe chegam lá pelo cheiro
De Saia-Justa a 5 de Junho de 2009 às 16:07
Pelo cheiro? Estas a querer insinuar o que??? que não tomo banho, é??????????

De tailleur-e-saltosaltos a 5 de Junho de 2009 às 16:27
Ai tomas tomas numa banheira de espuma.....anda-te a faltar é uma boa chuveirada
De Saia-Justa a 5 de Junho de 2009 às 16:36
Mas agora também me queres dar banho é...tu não tens emenda
De tailleur-e-saltosaltos a 5 de Junho de 2009 às 16:56
Ora vai mas é dar banho ao cão tá??

Isso de te fazeres passar por carmelita descalça não lembra nem ao diabo

Eu estava a falar em lavares os pecados da alma
De Saia-Justa a 5 de Junho de 2009 às 16:58
A minha alma é pura... qual pecados qual quer os únicos pecados que não se conseguem lavar são a má língua
De Saia-Justa a 5 de Junho de 2009 às 15:39
Bolas??? mas que bolas pá?
De tailleur-e-saltosaltos a 5 de Junho de 2009 às 15:53
As bolas do Sino que mais??

Aquele lá que tem o badalo, tu sabes, até tocas de ouvido
De Saia-Justa a 5 de Junho de 2009 às 16:09
háaaaaaaaa do sino... e eu a pensar que era do carrilhão ... como agora te andas a dedicar á musicar sacra
De tailleur-e-saltosaltos a 5 de Junho de 2009 às 16:26
Eu???? Que eu saiba tu é que é menina de coro

Eu é mais carrão...carrilhão é coisa de Irmã da Consolação
De Saia-Justa a 5 de Junho de 2009 às 16:35
Carmelitas descalças... mas depois visualizei luz e comecei a usar saia justa

Sou pois menina de coro já não tenho é idade para cantar no coro de santo amaro de Oeiras
De tailleur-e-saltosaltos a 5 de Junho de 2009 às 16:59
Por este andar ainda vais é integrar alguma banda filarmónica
De (in)decente a 5 de Junho de 2009 às 16:54
God do que me fizeste lembrar. Quando era 'piquena' a minha mãe sempre gostou muito que eu fosse à missa e que frequentasse a catequese e eu lá lhe ia fazendo a vontade porque era uma óptima maneira de estar com os meus amigos, mas adiante... Como deves saber existem alturas especificas que as catequistas 'obrigam' os meninos irem até ao padre contar os seus pecados. Sempre que chagava à minha vez e o padre me dizia "conta-me lá os teus pecados" e eu só pensava "Sei lá o que dizer..." e depois dizia: "Às vezes não venho à missa, às vezes não faço o que a minha mãe diz e outras vezes não faço os trabalhos de casa." Que vontade de rir que me dá agora
No entanto, não sou religiosa, ao fim de alguns anos descobri que afinal sou agnóstica.
Pecados todos nós temos agora o que é o pecado para cada um de nós...
De Saia-Justa a 5 de Junho de 2009 às 17:09
São fases da vida todos passa por isso catequese e afins...

Eu sou baptizado , casada pela igreja isto já há muito anos.. Lá onde judas perdeu as botas e até já tive a minha crença, não digo que não. Hoje acredito apenas no ser humano e não é em todos... porque o divino o ser "superior" os milagres, a religião já nada me diz e cada vez menos a ver pelos variadíssimos exemplos que vamos tendo.

Boa pergunta... o que é o pecado para cada um de nós...

A hipocrisia a ganância a falsidade (um exemplo típico da religião) e a maldade pura a guerra em nome de um deus maior... tudo isso pode ser um "pecado"
De ana rosa a 5 de Junho de 2009 às 20:25
deve ser muito triste viver sem fé só as pessoas profundamente infelizes não acreditam em nada, tenta acreditar e verás que a vida pode ser mais fácil , pensa nisso
De Liliana a 5 de Junho de 2009 às 23:13
Não concordo consigo Ana Rosa. Não se estiver a falar de APENAS fé religiosa.
A autora do blog referiu, num comentário, que acredita nas pessoas (algumas) e eu concordo a 100%. E, ao contrário do que possam pensar, o facto de não acreditar em algo divino, num ser superior a todos, não faz de mim uma pessoa mais infeliz nem torna a minha vida mais dificil. As pessoas têm necessidade de se agarrar a qualquer coisa, principalmente nos momentos menos bons, e algumas agarram-se a esse Deus em que acreditam. Eu prefiro agarrar-me a outras coisas, a coisas que realmente me fazem feliz e que mostram que me podem trazer satisfação e alguma realização.
Já frequentei a catequese e até já tive as minhas crenças e o que é facto é que elas nunca tornaram nenhum aspecto da minha vida mais positivo. Mas as pessoas sim, têm o "dom" de nos magoarem mas também de nos fazerem muitos felizes.

Mas cada um com as suas crenças, não é verdade? Acho que talvez tenha pecado de mais para Ele olhar por mim e me iluminar!
De ana rosa a 5 de Junho de 2009 às 23:34
Um mundo sem fé é algo que consigo imaginar, é em deus que podemos conhecer o verdadeiro amor e começar a vivê-lo diariamente. Para amarmos mais e melhor, precisamos de viver mais o amor que Deus nos tem,quanto mais experimentarmos o Seu amor, melhor poderemos amar. ... é a minha filosofia de vida. temos que acreditar em algo para vida ter sentido ninguém vive sem fé. Ele olha par ti porque não exclui os pecadores
desculpa eu penso assim
De Liliana a 5 de Junho de 2009 às 23:51
Cara Ana Rosa, não tem que me pedir desculpa. O que é facto é que não acredito numa única palavra que acabou de escrever.
Como disse, cada um tem as suas crenças. Ninguém é obrigado a partilhar da mesma crença que outra pessoa e eu, definitivamente,não partilho das suas.
Eu conheço o verdadeiro amor em/com todos os que me amam e que eu amo. Não amo nenhum Deus. Onde podemos provar de tal amor?? Na desgraça que vemos todos os dias?? Se Deus é tudo e Tudo pode, porque é que não faz nada??
Desculpe, não vou continuar esta "discussão" porque não é bem para isto que o post de hoje nos remete e porque não quero ferir susceptibilidades com alguma frase menos pensada.
Tal como disse, cada um tem as suas crenças, a Ana é livre de acreditar no que gosta de acreditar, eu sou livre de não o fazer. Cada um deve fazer o que acha melhor para viver bem e, para mim, crenças como as que a Ana tem não me fazem minimamente feliz.
De ana rosa a 6 de Junho de 2009 às 00:01
Amiga Liliana, não é muito bonito da sua parte chamar-me mentirosa ,você não é mais verdadeira do que eu, não quero que acredite em nada mas ninguém vive sem fé em algo superior alguém que nos ilumine e oriente . deus sabe e vê tudo mas o homem têm que assumir as suas responsabilidades pelas asneiras que faz.. quando a Liliana encontrar o seu caminho e deixar deus entrar na sua vida vai dar-me razão
De Liliana a 6 de Junho de 2009 às 00:13
Então está a Ana a chamar-me mentirosa a mim?? Ou está a distorcer o que eu escrevi??
Quando disse que não acredito numa unica palavra sua quis dizer aquilo que repeti umas 2 ou 3 vezes, que foi: não acredito em Deus e em tudo o que gira à volta Dele.
Agora, se prefere encarar a minha descrença como estando a chama-la mentirosa, isso já não me afecta. E não, não sou superior a ninguém (ou mais verdadeira) e ninguém é superior a mim. E esta ultima frase diz tudo. Espero que perceba...
Se ninguém vive sem fé em algo superior (segundo a Ana: Deus), será que estou morta???
Então se Deus vê tudo e pode tudo mas é o homem que tem que se desenrascar "cá por baixo", para que é que ele serve?? Para acreditarmos, apenas?!
Se calhar já encontrei o meu caminho, o que não quer dizer que o seu Deus faça parte dele...
De ana rosa a 6 de Junho de 2009 às 00:48
A palavra de deus, é o fermento das culturas modernas a palavra de deus é e faz a história dos homens ,quando sente angustia chama por quem?pense nisso.
Boa noite Liliana
De Liliana a 6 de Junho de 2009 às 01:13
Garanto-lhe que não é por Deus que chamo.
Mas, como já tinha dito num dos comentários anteriores, não tenciono continuar com este pequeno debate.
Já percebi o seu ponto de vista, a sua maneira de encarar esta questão e nao tenho como objectivo muda-la. Tal como a Ana já deve ter entendido a minha filosofia de vida e não conseguirá também muda-la.

Boa noite.
De Saia-Justa a 7 de Junho de 2009 às 17:14
Bom meninas...não tenho nada contra a que utilizem o meu blog e esta "guerra" também não é minha" .

Só acho estranho que um post tão simples tenha fugido completamente ao contexto...

Mas para ser justa , tenho que dizer duas coisinhas...
Primeiro à Ana Rosa , que a nossa liberdade acaba quando começa a interferir com a dois outros, percebes?

E aqui ficou mais uma vez bem visível o quando a religião pode cegar induzir e não deixar margem para outras opiniões... de certeza que não é essa a palavra de deus.. castrar o pensamento dos outros ,de ter opinião.

A tua visão do mundo parece-me fanática … a religião pode ser um bom complemento de vida mas não acredito em quem faz dela um objectivo de vida…

Há Liliana … bom como disse a “guerra “não é minha, mas eu pessoalmente também não tenho religião não me identifico com nenhuma nem acredito em nada de divino.

E já agora, alguma de vocês tem blog?? Seria engraçado eu também os conhecer.

Boa tarde para ambas e voltem sempre
De Liliana a 7 de Junho de 2009 às 17:25
Sim, realmente fugiu um "bocadinho" ao contexto (como eu mesma referi no primeiro comentário), mas não pude deixar de responder ao comentário da Ana Rosa, uma vez que afirma que as pessoas sem fé em algo divino são infelizes. Eu não sou infeliz portanto não há que estar a generalizar. A partir daí... descambou!

Quanto à tua pergunta, a resposta é não. Realmente ando aqui só a fazer de espia. Não tenho nada para a menina também espiar.
De Liliana a 7 de Junho de 2009 às 17:29
Aliás, referi que não era para aquela discussão que o post nos remete no SEGUNDO comentário. Rai's parta! Já não sei contar.
De Saia-Justa a 7 de Junho de 2009 às 17:41
Isso é que é pena.. mas não é grave;)

Podes sempre cuscar e comentar o ou quem te der na gana e és sempre bem vinda

De Ana Rosa a 7 de Junho de 2009 às 23:48
Boa noite , não vou pedir desculpa por acreditar em Deus isso era renegar a minha fé e a minha opinião, tu és livre de ter dizer o que quiseres mas não quer dizer que seja verdade. Isto não é uma guerra e um ensinamento que todos deviam aceitar eu não vivo para a religião mais era muito infeliz sem Deus. achei o teu comentário arrogante e de alguém que passa pelas coisas levianamente só a pensar no hoje como se não houvesse amanhã. Deus é amor, e quem permanece no amor permanece em Deus e Deus nele Estas palavras da I Carta de João exprimem, com singular clareza, o centro da fé cristã: a imagem cristã de Deus e também a consequente imagem do homem e do seu caminho. Além disso nós onhecemos e crescemos no amor que Deus nos têm .
Eu não tenho blog


De Liliana a 8 de Junho de 2009 às 00:34
O que me parece que a Ana está a tentar fazer é impor a sua fé, é torna-la como algo absoluto e inquestionável. Para si pode ser mesmo algo absoluto e inquestionavel e talvez não veja a SUA VIDA de modo feliz se não tiver presente esse Deus em que acredita, o que é certo é que da mesma forma que a Ana vive bem com isso, outros vivem tão bem ou melhor sem isso. E nem tem que pôr isso em causa!!
Já lá vai o tempo em que a igreja perseguia e matava quem discordasse das suas ideias (pelo menos quero acreditar que "já lá vai").
E, ao contrário do que diz, ninguém lhe pediu para renegar a sua fé e opinião. Uma coisa é expressarmos a nossa fé em/por algo outra é quere-la tornar como verdade absoluta.
Se a Ana acredita que cresceu (ou cresce) no amor de Deus e que se conhece em tal amor... bem, o que posso dizer!? Nada! É apenas A SUA opinião e crença!
De Liliana a 8 de Junho de 2009 às 00:36
E, tal como disse no seu ultimo comentario, a Ana pode dizer o que quiser, mas não quer dizer que seja verdade!
De Saia-Justa a 8 de Junho de 2009 às 11:31
Bom dia …

Claro que não vais pedir desculpa, acredito que isso seja coisa que só fazes no confessionário… e se o padre for jeitoso és bem capaz de acrescentar um pecadito ou outro … sempre dá mais dois dedos de conversa..

Eu até estava a levar isto na brincadeira, afinal isto dos blogs para mim não passa disso mesmo uma brincadeira e tu se queres coisas serias ou falar de divindades estas no sitio errado. Mas como te dizia estava a levar isto na brincadeira.. mas depois da tua arrogância ao chamar-me arrogante e do alto da tua sabedoria (baseada na fé religiosa) avaliares a ligeireza com que eu passo pela vida só me apetece dizer : ó pá tem juízo..
Estou farta de discursos miserabilistas de falsas santas e de beatas conhecedoras da vida alheia… muito me admira que sejas uma cusca assídua deste blog que vira e mexe fala de sexo.. olha lá o pecado rapariga…

Mas se queres saber a minha opinião sobre a religião seja católica ou outra qualquer digo-te já que não é a melhor… falsos moralistas hipócritas dos bons costumes ( olha como encaram a homossexualidade)e criminosos confessos.. (basta que penses nas palavras que o papa preferiu quando da sua ultima visita a África ) e se tudo isto par ti é pouco basta ver o teu discurso retrógrado e castrador .

Isto não é uma guerra tens toda a razão, é só um blog e muito michuruca… eu também só quero paz e amor

Fomos feitos e crescemos no amor de deus.. pois tu não sei, eu fui feita de uma boa queca que espero também tenha sido dada com amor… e é nesse amor que cresci.

Volta sempre
De ana rosa a 8 de Junho de 2009 às 13:25
cada um entende as coisa como quer se sou indesejável posso deixar de vir , e sobre religião é melhor não falar com quem não percebe mesmo nada a ignorância pode ser a vários níveis

De Saia-Justa a 8 de Junho de 2009 às 15:08
É isso mesmo cada um é como cada qual e ninguém como evidentemente… ou como diria a aquela grande” filósofa” ( Lili Caneças) estar morto é o contrario de estar vivo!! Já dizia o outro… falam, falam e não dizem nada

E antes que me esqueça, ignorante é a senhora tua mãe .

E se não fosse educada já te tinha mandado bardamerda mas vou me conter e dizer-te apenas que já estou farta deste ti ti ti de comadres.


PS: Caso não saibas (bardamerada) é a tradução num português simples de : vai à merda !!


De filhosdapauta a 5 de Junho de 2009 às 19:10
Pecado só houve um o primeiro e original depois disso tudo o resto é historia
De Saia-Justa a 7 de Junho de 2009 às 17:03
E abençoado seja ele ou ainda hoje andávamos todos a brincar como “irmões”
De desejososer a 6 de Junho de 2009 às 18:49
Quem sou eu para comentar a entendida no assunto...?
Pecado....!!!
Onde começa...?? onde acaba...?? onde fica a fronteira...??
Dentro de cada um de nós!!!
Tudo o resto são valores que se lhe juntam...!
Mata-se por Deus e por Ele se salva!
Rouba-se para matar a fome e por ganância!
Trai-se por desejo ou necessidade!
Mente-se por prazer ou por obrigação!
...e o que o torna pecado???
Somente o nosso consciente...!!!

(tou a ficar um filósofo...!!!)
Eheheheh...
De Saia-Justa a 7 de Junho de 2009 às 17:19
Ora, ora… e quem é a entendia no assunto?? Eu não sou de certeza, muito pelo contrario, nãos sou cheia de certezas e engano-me muitas vezes.

O pecado propriamente pode não existir, mas é um bom nome como qualquer outro para aquelas coisas que ultrapassam os nossos limites..

Todos nomes temos limites que impomos a nós próprios sejam morais éticos etc, não é verdade?
Ai reside o “pecado “

Sem filosofias gostei da tua resposta

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 30 seguidores

.pesquisar

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
24
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Um par de meias...

. Música é música

. O silêncio é de ouro…

. Cambada...

. Diazinho...

. Na vida nada bate o praze...

. Heaven

. O respeitinho é muito bon...

. Momentos

. O Cônsul Desobediente

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.últ. comentários

Pois eu achei o máximo
Para inicio de conversa , quando me quiser confess...
Cómico
O tempo passa;)A verdadeira personalidade da “che...
Pontos de vista... Há quem se deixe seduzir por um...
Um bom filho a casa torna… ora se não é o RA ..:))...
Publicidade duvidosa (risos)
Esta ou a outra? Fico sempre na dúvida. Ou como di...
E outra que não necessitam de explicação;)
Há coisas que nem o café explicam...hehe