Domingo, 24 de Maio de 2009

"É"Era uma vez!

        Rico muito rico, podre de rico, intensamente rico, tão rico que até chateava.. Tinha comprado objectos de um valor incalculável, tinha comprado terras, animais, tinha comprado pessoas. Tudo o que queria era seu.
Um belo dia acompanhado pela trupe particular de assessores, advogados, secretários e seguranças, cruzou-se no caminho com um homenzito sentado numa pedra que cantarolava “eu ouvi um passarinho as quatro da madrugada”enquanto sacudia a terra dos pés porque não tinha sapatos.


O tal do tipo podre de rico interrogou o estranho.
- Ouve lá pá, o que é que fazes sentado na minha propriedade?
- Desculpe-me, pois eu não sabia que este descampado era de alguém. Disse afavelmente o homenzito descalço e acrescentou ,com a minha extrema pobreza não tenho inclusive um mapa que me indique onde me encontro a cada momento, por isso não reparei que esta pedra onde estou sentado é sua…
- Extrema pobreza, dizes tu? O tipo pobre de rico inquiriu suspeitosamente.
- Sim, bem podia ser a pessoa mais pobre deste mundo.. Veja, estes farrapos que você vê são a única coisa que possuo.. a única..


O gajo podre de rico olhou pensativo para os trapos mal cheirosos que mal cobriam o corpo do despreocupado intruso e passado um bocado gritou autoritário - João!
Um homem magro de óculos e com cara de cão de fila apressadamente disse – Sim senhor X?
O senhor X que é o tal tipo podre de rico, sussurrou-lhe energicamente ao ouvido. Imediatamente o cão de fila dirigiu-se ao homenzito que nas calmas olhava aquela gente e pensava ele há cada cromo....


- O senhor X deseja saber em quanto estimas tu o valor da tua… extrema pobreza.

Mas ao ver a cara de aparvalhado do homenzito voltou a perguntar.
- Sim, qual é o valor exacto da tua pobreza?
-Essa é muito boa...! Ó homem nunca supus que a minha pobreza pudesse ter um valor ou preço algum.
- Tudo, homem, tudo têm um valor, e portanto um preço, qual é o da tua pobreza??
- Estão a gozar comigo? Mas para quê querem saber?
- O senhor x tem tudo o que deseja, e deseja tudo o que têm, e agora deseja compra-te.. a tua pobreza, dado que é tão extrema ,e portanto única.
- Comprar a minha pobreza? Rais te parta, mas estão a falar a serio? Mas vocês não vêem que a minha pobreza é incalculável?
- Taxa-a diz um preço.. Devias saber que o senhor x é o homem mais rico do pais e dos mais ricos do mundo, e não há preço, por mais elevado que seja, que ele não possa pagar.
- Mas, mas… o preço.. para que esse tal de senhor x possa adquirir   a minha pobreza seria, altíssimoooo.
- Mas diz o valor homem.
- Teria.. teria de dar-me tudo.


Tudo, tudo? ouviu-se um burburinho de vozes da pandilha que acompanhava o senhor x
- Claro, pensem bem, é a única maneira de ele possuir a minha pobreza, se me der menos do que tudo o que têm, já não terá a minha pobreza, terá uma pobreza inferior
- Não! Isso nunca! Disse o senhor x erguendo a voz
- Eu ganho sempre, saio sempre a ganhar!.. tu és um osso duro de roer, não? um tipo esperto..? estás disposta a regatear, verdade?
-Mas .. se o senhor me der menos do que peço estaria a defraudar-se a si próprio, não vê..?
- Bem, bem.. Resmungos o senhor x, impaciente e enojado, e depois de um  instante disse decidido
- Está bem tu ganhaste homem!! Negocio fechado, estendeu o braço e deu um parto de mão ao homem que pensou que aquele tipo era chanfrado de todo.


-João! Disse de novo, entrega agora mesmo a este homem uma acta notarial através da qual lhe concedo todos os meus bens em troca da sua incalculável pobreza. Redige um contrato de compra e venda e ele que assine.
Começou então a despir-se e ordenou aos outros homens que fizessem o mesmo. Em poucos minutos estava tudo em pelota como veio ao mundo, e o homenzito esfarrapado encontrou-se em frente de uma montanha de fatos e gravatas, camisas da “sacoor”fatos “Nuno Gama” e cuecas “calvin klein”.


Assombrado como estava, não conseguiu resistir quando lhe tiraram os farrapos para que o senhor X se pudesse vestir com eles.
E deste modo e sem mais palavras, ficou só e despido sentado em cima da mesma pedra, com um papel na mão que o creditava como proprietário legal de uma imensa fortuna.
Quando por fim tomou consciência de si, disse para si mesmo:
-Será possível… estes filhos da puta destes ricos … conseguem sempre tudo o que querem!

 

publicado por Saia-Justa às 21:51
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Jorge Soares a 25 de Maio de 2009 às 00:18
Belo texto

Boa semana
Jorge
De Saia-Justa a 25 de Maio de 2009 às 08:50
Bom dia

Momentos .. em que apetece dizer mais qualquer coisa...
Óptima semana também para ti .

De R.A a 25 de Maio de 2009 às 15:03
Muito bom
De Saia-Justa a 26 de Maio de 2009 às 08:15
Se o dizes..
De filhosdapauta a 26 de Maio de 2009 às 00:11
Várias estrelas
De Saia-Justa a 26 de Maio de 2009 às 08:17
A isso chama-se constelação

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 30 seguidores

.pesquisar

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
24
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Um par de meias...

. Música é música

. O silêncio é de ouro…

. Cambada...

. Diazinho...

. Na vida nada bate o praze...

. Heaven

. O respeitinho é muito bon...

. Momentos

. O Cônsul Desobediente

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.últ. comentários

Pois eu achei o máximo
Para inicio de conversa , quando me quiser confess...
Cómico
O tempo passa;)A verdadeira personalidade da “che...
Pontos de vista... Há quem se deixe seduzir por um...
Um bom filho a casa torna… ora se não é o RA ..:))...
Publicidade duvidosa (risos)
Esta ou a outra? Fico sempre na dúvida. Ou como di...
E outra que não necessitam de explicação;)
Há coisas que nem o café explicam...hehe